Os travões são uma das peças mais importantes do veículo. A sua manutenção regular garante a segurança do automóvel e de todos os seus ocupantes. Neste blog post, dizemos-lhe os principais sinais que lhe dizem que é hora de verificar os travões.

O sistema de travagem é composto por vários elementos, entre eles as pastilhas e os discos de travão. O desgaste gradual destas peças faz com que o condutor tenha tendência a se adaptar à perda de qualidade de travagem, ignorando sinais importantes.

Um sistema de travagem deficiente aumenta a imprevisibilidade do comportamento do automóvel. Mesmo quando não falham totalmente, travões gastos ou deficitários dão frequentemente origem a acidentes de diferentes níveis de gravidade.

1. Faça checkups regulares

Embora seja necessário estar sempre atento aos sinais de que lhe falaremos adiante, especialistas recomendam a substituição dos discos dos travões a cada 80 mil quilómetros.

Para garantir a segurança, recomendam também um checkup duas vezes por ano ou a cada 20 mil quilómetros. Nesse checkup, o especialista verificará a espessura dos discos dos travões: a generalidade dos fabricantes recomenda a troca quando essa espessura tiver reduzido em cerca de 20%.

2. Esteja atento à vibração do pedal

A vibração do pedal do travão é um dos sinais mais claros de que é necessário verificar os travões. De forma geral. Este é um indicador de que é necessário substituir pastilhas ou discos. O motivo da troca está numa deformação, que poderá ser causada pelo calor ou por uma folga demsadio grande.

3. Escute os ruídos no momento de travar

Ruídos no momento de travar são outro indicador a estar atento. Poderão, igualmente, sugerir um desgaste no nos discos. Na maioria dos casos, o ruído é causado por um problema de fricção: quando o barulho é estridente, é provável que a pastilha tenha perdido todo o material de fricção e esteja já em contacto com o disco.

 4. Acautele mudanças de trajetória

Este é um dos principais motivos de acidentes relacionados com problemas de travões. O desgaste faz com que o veículo desenvolva comportamentos imprevisíveis no momento de travagem, fugindo do controlo do condutor. Se notar uma mudança de trajetória quando trava, dirija-se ao seu mecânico o quanto antes. Até lá, modere a velocidade e conduza com cuidados redobrados, aumentando a distância de segurança.

5. Tome atenção à perda gradual de travagem

A perda gradual de travagem é também um sinal a considerar. Nestas situações deve, no entanto, verificar o contexto da travagem, já que a origem da perda poderá dever-se ao aumento da carga no veículo. Se tal ocorrer, deixe o automóvel descansar e volte a testá-lo mais tarde. Caso o problema se mantenha, dirija-se a um especialista. 

6. Verifique o correto funcionamento do travão de mão

A situação pode acontecer em casos de sobreaquecimento. Se, após libertar o travão de mão, o carro continuar sem andar, é possível que as pastilhas tenham “colado” e não abram. Nestas situações, pode ser necessário retirar a roda e verificar o estado dos vários elementos.

7. Verifique o painel de instrumentos

Este é provavelmente um dos indicadores mais claros e simples. Caso encontre um alerta no painel de instrumentos, dirija-se a um profissional e procure averiguar a origem do problema.

Atualmente, Telpark está disponível em mais de  80 cidades de Portugal e Espanha. Deixe-nos uma mensagemou visite a secção de perguntas frequentes no website do seu parquímetro pessoal.

Se ainda não descarregou a aplicação, não espere mais: para isso apenas tem de clicar.

Mais informações e vantagens em www.telpark.com/pt/