Promover a segurança rodoviária e um comportamento responsável ao volante. É este o objetivo da carta por pontos, que transforma a condução numa espécie de videojogo real.

carta por pontos

A comparação pode até parecer descabida, mas a verdade é que faz algum sentido comparar o novo sistema por pontos a um videojogo. À medida que o tempo passa, o condutor vai acumulando pontuação; caso cometa uma infração, perderá pontos. Quantos ganha e quantos perde? Ora, isso só depende do seu comportamento rodoviário.

Para que não restem dúvidas sobre esta nova carta por pontos, resolvemos escrever um artigo onde damos resposta às principais questões dos condutores. Será que já sabe tudo o que há para saber? Comecemos pelo início: a partir do último dia 1 de  junho, foram-lhe oferecidos 12 pontos que estão agora associados à sua carta de condução. São esses 12 pontos que deve “gerir” com todo o cuidado para que o documento não lhe seja confiscado.

Num cenário hipotético em que perde os 12 pontos, a carta de condução ser-lhe-á retirada e terá de ficar dois anos sem conduzir até se poder inscrever novamente numa escola de condução. Para que não perca o fio à meada, o melhor a fazer é registar-se no Portal das Contraordenações Rodoviárias. Através do site, pode ir acompanhando a sua pontuação para perceber o quão perto ou longe está de perder a carta.

Quando é que perco os pontos?

Existem várias formas de perder pontos consoante a situação em que se vê envolvido. Uma penalização de menos 6 pontos é atribuída a quem incorrer em situações de crime rodoviário; por sua vez, são retirados entre 4 a 5 pontos a condutores que cometerem infrações muito graves (condução sob influência de álcool ou substâncias psicotrópicas ou excesso de velocidade em zonas de coexistência, por exemplo). Contraordenações graves implicam uma penalizações de entre 2 a 3 pontos.

perder pontos na carta de condução

Quando é que ganho pontos?

Existem duas formas de ganhar pontos que acrescem àqueles que possuir na altura. Se estiver três anos sem cometer uma das infrações anteriores, ser-lhe-ão oferecidos 3 pontos de recompensa. Se por sua vez, não tiver crimes rodoviários e quiser frequentar voluntariamente ações de formação, ser-lhe-á dado um ponto.

ganhar pontos na carta de condução

As ações de formação são obrigatórias?

Estas ações de formação são obrigatórias para quem só tiver 4 ou 5 pontos. Depois de receber o aviso de pontuação reduzida, o condutor tem 10 dias úteis para se inscrever. Para os restantes, ou seja, para os que tiverem 6 ou mais pontos as formações são opcionais.

Sou obrigado a fazer uma nova prova teórica?

As provas teóricas são obrigatórias para condutores que tiverem entre 1 a 3 pontos. Caso o condutor falte à prova sem o justificar, ficará imediatamente sem a carta. Posteriormente terá de esperar 2 anos até se poder voltar a inscrever numa escola de condução. Novos custos terão de ser suportados.

Para que serve a carta por pontos?

Em vigor em alguns países da Europa (como Espanha, França ou Luxemburgo) a carta por pontos tem como principal objetivo reduzir a sinistralidade e promover uma condução segura. Nos países em que foi aplicado, o sistema tem tido resultados positivos, reduzindo não só o número de infrações como o número de mortos e feridos na estrada.

Qual está a ser a reação da população?

A curiosidade manifestada em torno do assunto levou a que a página da Polícia de Segurança Pública (PSP) bate-se recordes na sua publicação do Facebook sobre a carta por pontos. Nas redes sociais foram muitas as perguntas.

Se restarem dúvidas, poderá também entrar em contacto com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), entidade nacional responsável pela segurança rodoviária.

Atualmente o Telpark está disponível em  70 cidades de Portugal e Espanha. Deixe-nos uma mensagem ou visite a secção de perguntas frequentes no website do seu parquímetro pessoal.

Se ainda não descarregou a aplicação, não espere mais: para isso apenas tem de clicar.

Mais informações e vantagens em www.telpark.com/pt/