Estradas em mau estado, adversidades meteorológicas e desatenção. Estes são apenas alguns dos fatores que podem causar acidentes e pôr em causa a segurança nos automóveis.

Como evoluiu a segurança nos automóveis?

Quando Henry Ford inventou o primeiro Ford T estava longe de imaginar qual seria o futuro do automóvel. Desde então, passaram-se mais de cem anos e o foram muitas as revoluções provocadas e sofridas pelo automóvel. Neste artigo, debruçamo-nos num só aspeto e procuramos traçar  os marcos mais importantes da evolução na segurança nos automóveis. Sabe, por exemplo, é que foi criado o airbag?

Os primeiros limpa-vidros

Os limpa-vidros acompanha a história do próprio automóvel. A patente foi registada no ano de 1903, altura em que a norte-americana Mary Anderson criou um equipamento mecânico que podia ser integrado nos automóveis. Anos mais tarde, em 1908, o irmão de Guilherme II, imperador da Prússia, e amante de carros, fez um pedido para uma segunda patente, desta vez do limpa-vidros eletrico.

Mudanças na estrutura

Estávamos nos anos 20 quando ocorreram importantes mudanças na estrutura da carroçaria automóvel. Foi nesta década que a estrutura começou a ser desenvolvida como uma só, em vez de resultar de um conjunto de peças integradas. Graças a esta mudança, foram garantidas melhores condições de estabilidade e, claro, uma maior segurança. O primeiro automóvel com este tipo de carroçaria foi lançado em 1922 e chama-se Lancia Lambda.

A invenção do airbag

Tal como um grande número de outras invenções, o airbag começou a ser usado nos automóveis depois de ter dados provas de sucesso noutros meios de transporte. Já na década de 1920, se havia registado o “saco de ar” que era nada mais, nada menos do que uma espécie de almofada usada em aviões. A adaptação para o universo automóvel foi feita em 1951 pelo alemão Walter Linderer, numa altura em que a sinistralidade aumentava significativamente.

Introdução do cinto de segurança

Parece um dado adquirido, mas a verdade é que o cinto de segurança também foi acrescentado à posteriori. Tal como no ponto anterior, o cinto de segurança chegou aos automóveis depois de vários usos: foram usados nos aviões e depois na construção civil. Depois de vários testes e de vários tipos de cintos, em 1974 todos os automóveis passaram a usar cintos de três pontas, primeiro nos lugares da frente e depois atrás.

Sensores de estacionamento

Para alguns são indispensáveis, para outros um pouco irritantes. Os sensores de estacionamento foram inventados já em 1970, mas só recentemente é que começaram a ser integrados nos automóveis. Entre os problemas que ainda estão por corrigir estão os famosos ângulos mortos.

Atualmente , Telpark está disponível em mais de  70 cidades de Portugal e Espanha. Deixe-nos uma mensagem ou visite a secção de perguntas frequentes no website do seu parquímetro pessoal.

Se ainda não descarregou a aplicação, não espere mais: para isso apenas tem de clicar.

Mais informações e vantagens em www.telpark.com/pt/