Os incêndios florestais afetam frequentemente a Península Ibérica. Neste blog post, deixamos-lhe um conjunto de conselhos sobre como reagir se estiver a conduzir numa estrada afetada pelo fogo.

Condução em zonas de incêndio: que cuidados devemos ter?

Apesar das medidas preventivas, os fogos continuam a afetar áreas florestais, onde existem casas, pessoas e estradas. Os ventos aceleram o avanço das chamas, conduzindo aos episódios trágicos de que dão conta as notícias.

Antes de avançarmos para qualquer conselho, se for viajar para uma área em chamas, evite vias que estejam em risco de ser afetadas pelo fogo. Sempre que possível vá acompanhando as notícias através da rádio ou Internet: se necessário, desvie a rota e procure um lugar seguro.

1. Mantenha a calma e alerte as autoridades

Se se deparar com uma coluna de fogo diante de si, o primeiro passo a fazer é manter a calma, inverter a marcha e alertar as autoridades assim que possível. Para tal, poderá utilizar o 112 ou telefonar diretamente para a Guarda Civil. Para evitar que o fumo entre no habitáculo, garanta que as janelas estão fechadas e que a ventilação está desligada.

2. Mova-se devagar e alerte os outros condutores

Avanços rápidos fazem com que alguns condutores sejam apanhados de surpresa. Se estiver nesta situação, conduza lentamente e utilize as luzes de emergência para alertar os condutores de outros automóveis.

Numa situação de perigo como esta, um choque poderá pôr em causa a segurança de todos. Especial cuidado deve ser tido com veículos que transportam materiais inflamáveis.

3. Siga as instruções dos serviços de emergência

Dentro do automóvel, é impossível ter uma noção real da dimensão do incêndio. Como tal, é importante seguir as instruções das autoridades que cheguem ou que já se encontrem no local.

Por muito que pareça uma boa ideia, não deverá seguir atalhos ou fazer movimentos contrários aos indicados.

4. Abandone o carro e proteja-se

O combustível do automóvel pode provocar explosões. Em casos mais extremos, e se o veículo estiver comprometido, o melhor a fazer é abandoná-lo e procurar refúgio num sítio seguro. Opte por seguir na direção contrária ao vento e proteja a pele e as vias respiratórias.

Atualmente, Telpark está disponível em mais de  80 cidades de Portugal e Espanha. Deixe-nos uma mensagem ou visite a secção de perguntas frequentes no website do seu parquímetro pessoal.

Se ainda não descarregou a aplicação, não espere mais: para isso apenas tem de clicar.

Mais informações e vantagens em www.telpark.com/pt/