Museus, arquitetura e uma energia vibrante fazem de Madrid uma das cidades mais procuradas de todo o mundo. Mas, quais os principais pontos turísticos? E quais os melhores locais para estacionar?

O que visitar e onde estacionar em Madrid?

Com mais de três milhões de habitantes, Madrid é uma das cidades mais populosas da Europa. O número de pessoas, juntamente com o ritmo frenético de todos os dias, faz com que estacionar na cidade possa ser uma verdadeira dor de cabeça. Para o ajudar, resolvemos juntar algumas das atrações da cidade para lhe dizer qual a zona Telpark mais próxima dentro da Área S.E.R. de Madrid.

1. Palácio Real de Madrid

Palácio Real de Madrid

O Palácio Real de Madrid é a residência oficial do rei de Espanha, Felipe VI. Não obstante, os atuais reis residem no Palácio de la Zarzuela, usando apenas o Palácio Real para cerimónias de Estado ou eventos solenes.

Com uma extensão de 135 mil m² e 3418 divisões (em termos de superfície, é quase o dobro do que o Palácio de Buckingham ou o Palácio de Versalhes), o Palácio Real de Madrid é o maior palácio real da Europa Ociental e um dos maiores do mundo. Atualmente, alberga um valioso património artístico, que pode ser visitado caso não existam eventos oficiais.

O monumento encontra-se no Bairro 11 (Palácio).

2. Jardins do Retiro

Jardins do Retiro

Com uma área de 118 hectares, o Parque do Retiro de Madrid foi criado entre 1630 e 1640. Ao longo do tempo, o parque – que era originalmente um local de lazer para o rei Filipe VI – foi crescendo e sofrendo várias alterações. Atualmente, o parque alberga várias atrações, como o Passeio das Estátuas, o Palácio de Cristal e o famoso monumento de Afonso XII.

Se tenciona visitar o parque, sugerimos que estacione no Bairro 35 (Jerónimos), que também é próximo dos Museus do Prado e do Thyssen-Bornemisza. Se preferir, pode também estacionar nas proximidades, optando pelo Bairro 36 (Niño Jesus), 34 (Ibiza), 42 (Goya) ou 41 (Recoletos).

3. Plaza Mayor e Porta do Sol

Plaza Mayor e Porta do Sol

Cerca de 500 metros a pé separam a Plaza Mayor da Porta do Sol. Ambos os pontos se situam no Bairro 16 (Sol) e o mais curioso é que também ambas as praças remontam ao século XV.

A Porta do Sol começou por ser um dos acessos de um muro que rodeava Madrid. Já a Plaza Mayor surgiu como um ponto de comércio que depois foi remodelado a mando de Filipe II. Se vai visitar alguma destas áreas, pode também usar a opção de Acesso com Matrícula para aceder ao parque de Plaza Mayor.

4. Reina Sofia, Museu do Prado e Thyssen-Bornemisza

Reina Sofia, Museu do Prado e Thyssen-Bornemisza

Também numa zona central encontramos estes três museus, separados por pouco mais de um um quilómetro. Junto à estação da Atocha, encontramos o museu Reina Sofía e já no Paseo de Prado, encontramos o Museu do Prado e, pouco depois, o Thyssen Bornemisza.

Responsáveis pelo dinamismo cultural da cidade, estes três pontos de referência são uma visita obrigatória para locais e turistas. Se vai de carro, recomendamos que estacione no Bairro 13 (Cortes). Além do estacionamento de rua, poderá optar por um dos parques Empark que se localizam nessa zona. Para aceder ao Parque das Cortes, basta usar o serviço deAcesso com Matrícula.

5. Parque Oeste e Templo de Debod

Parque Oeste e Templo de Debod

Embora esteja num local menos central, são muitos os turistas que se dirigem ao Parque Oeste para ver o Templo de Debod, um dos poucos monumentos núbio-egípcios que podem ser visitados fora do Egito.

O monumento foi doado Espanha em 1968 como agradecimento pela ajuda espanhola na sequência de um pedido de ajuda da UNESCO para salvar os templos de Abu Sinel. Para visitar o templo e o parque, sugerimos que estacione no Bairro 92 (Arguelles) ou no Bairro 91 (Casa de Campo).

6. Mercado de San Miguel

Mercado de San Miguel

Se está à procura de um local para almoçar ou para experimentar as iguarias madrilenas, o Mercado de San Miguel é o local indicado para si. A atual estrutura foi construída na década de 1910 com supervisão do arquiteto Alfonso Dubé Díaz, que usou referência estrangeiras como o Les Haulles de Paris.

O mercado situa-se nas proximidades da Plaza Mayor, localizando-se na interceção entre dois bairros: o Bairro 16 (Sol) e Bairro 12 (Embajadores).

7. Estádio de Santiago Barnabéu e Vicente Calderón

Estádio de Santiago Barnabéu e Vicente Calderón

Os amantes de desportos não saem de Madrid sem visitar, pelo menos, um destes estádios. A má notícia é que eles se encontram em locais opostos.

Para chegar ao Estádio Santiago Barnabéu, os fãs do Real Madrid têm várias alternativas. O estádio situa-se na extremidade sudoeste do Bairro 55 (Hispanoamérica). Além deste bairro, poderão estacionar na fronteira do Bairro 63 (Vastillejos) e 62 (Cuatro Caminos).

Por sua vez, os adeptos do Atlético de Madrid que quieram visitar o Estádio Vicente Calderón devem estacionar no Bairro 21 (Imperial).

Para ter acesso ao mapa completo com todos os bairros de Madrid, clique aqui. Poderá também usar o mapa da aplicação para ver todas as zonas onde é possível estacionar e pagar com Telpark.

Atualmente, Telpark está disponível em mais de  70 cidades de Portugal e Espanha. Deixe-nos uma mensagem ou visite a secção de perguntas frequentes no website do seu parquímetro pessoal.

Se ainda não descarregou a aplicação, não espere mais: para isso apenas tem de clicar.

Mais informações e vantagens em www.telpark.com/pt/