A resposta à pergunta do título é essencial: além de garantir uma maior segurança na estrada, a pressão nos pneus certa permitirá que poupe no combustível e no desgaste do seu automóvel.

pressão dos pneus

Cuidar do seu veículo é o primeiro passo para que este se mantenha nas melhores condições. Embora possam parecer secundários, os pneus são uma peça fundamental para que o automóvel continue com o desempenho que tinha quando o comprou.

Fazer a manutenção anual não é suficiente: para garantir uma condução segura é preciso estar atento aos sinais que o seu carro vai dando e ter cuidados regulares. Um desses cuidados é estar atento à pressão dos pneus: se a mantiver nos níveis certos, reduzirá os custos de manutenção ao mesmo tempo que garante uma condução segura e ajuda o ambiente.

Ao longo deste blog post, criamos uma lista de perguntas frequentes e deixamos-lhe algumas recomendações para garantir o seu conforto e segurança. Adote uma postura preventiva, garanta a sua comodidade e segurança.

Porque ocorrem perdas de pressão nos pneus?

As perdas de pressão são naturais. Com viagens longas e temperaturas elevadas, é necessário redobrar as atenções, pelo que aquilo que os especialistas aconselham é que se faça uma medição mensal da pressão do pneu.

Se verificar perdas de pressão rápidas num curto espaço de tempo, o melhor será consultar o mecânico. Os motivos mais comuns para justificar estas perdas são: furos, válvulas em mau estado ou fissuras na roda metálica.

Quando é que devo verificar a pressão dos pneus?

Certifique-se que os pneus se encontram ainda frios na altura em que verificar a pressão. O facto de já ter percorrido alguns quilómetros no mesmo dia poderá influenciar os números que surgem no manómetro. Procure uma bomba de gasolina perto de casa, preferencialmente uma que se encontre a menos de 4 quilómetros, sensivelmente a distância que pode percorrer até que os pneus aqueçam.

Qual a pressão certa para os pneus do meu automóvel?

Os fabricantes de automóveis recomendam pressões diferentes consoante o modelo. Antes de serem lançados para o mercado, os carros passam por testes rigorosos, sendo que a pressão recomendada acaba por variar de caso para caso mediante fatores como o peso, o tamanho ou a performance do veículo. Para garantir que os pneus têm os níveis de pressão certa, leia atentamente os documentos do seu automóvel.

Devo aumentar a pressão se o automóvel estiver carregado?

Sim, deve. No mesmo documento encontrará recomendações de qual a pressão que deve colocar quando conduzir em plena carga. Na maioria dos casos, é necessário acrescentar mais 0,3 bares à pressão normal. Ainda assim, não se esqueça de verificar.

Quais os riscos de ter pressão a mais ou pressão a menos?

Os pneus com uma pressão inferior à recomendada aquecem em demasia, o que faz com que o veículo seja obrigado a consumir mais combustível. Do lado oposto, se os insuflar em excesso fará com que a área de contacto do pneu com o chão diminua, o que reduz a aderência à estrada e o coloca em maiores riscos durante a condução. De acordo com a fabricante de pneus Michelin, um excesso de 20% de pressão reduz em cerca de 20% o período de vida de um pneu.

Como verificar a pressão dos pneus?

A tarefa é simples e gratuita. Apenas tem de se dirigir a uma bomba de combustível, retirar a válvula do pneu e inserir o manómetro. Por essa altura, começará a ouvir um som como se o pneu estivesse a sussurrar. Não se assuste: é normal! O passo seguinte é olhar para os números para perceber como está a pressão e ajustar para os valores certos. Volte a colocar a válvula e siga viagem.

Atualmente o Telpark está disponível em  70 cidades de Portugal e Espanha. Deixe-nos uma mensagem ou visite a secção de perguntas frequentes no website do seu parquímetro pessoal.

Se ainda não descarregou a aplicação, não espere mais: para isso apenas tem de clicar.

Mais informações e vantagens em www.telpark.com/pt/