Tornaram-se parte do dia a dia e é quase impossível viver sem eles. Neste blog post, olhamos para o telemóvel e tentamos perceber como é que o equipamento será daqui a algumas décadas.

telemóvel-do-futuro-telpark

Antes de começarmos, temos uma pergunta para si: no espaço de 15 anos, quantos telemóveis já teve? Feitas as contas, de certeza que ficará surpreendido não só com a quantidade, mas principalmente pela rapidez da evolução desta tecnologia.

Realidade aumentada

realidade-aumentada-telpark

Um dos exemplos mais conhecidos de realidade aumentada é o fenómeno de Pokemon Go. A verdade é que o conceito por detrás da app não é novo, mas há ainda muito para explorar. Imagine, por exemplo, que bastaria apontar a câmara do seu smartphone para a rua para saber imediatamente qual o nome do monumento em frente ou para obter indicações sobre o Multibanco mais próximo.

Controlo por voz

siri-ai-telpark

Vários progressos também foram feitos nesta área. Afinal, quem nunca se divertiu a falar com a Siri para testar o quão inteligente ela realmente é? Apostar numa maior inteligência artificial e num reconhecimento de voz mais exato são dois dos próximos passos. Num cenário ideal, a interação chegaria ao ponto, quem que o próprio sistema antecipa os pedidos do utilizador, reagindo consoante o ambiente.

Telemóveis em grafeno

grafeno

O grafeno é um material maleável como o plástico, mas duzentas vezes mais resistente do que o próprio aço. No que diz respeito às novas tecnologias, o material começa agora a ser mais utilizado. Na mesa, está um grande número de possibilidades, como é o caso dos telemóveis que podem ser dobrados e enrolados.

Internet das Coisas

internet-das-coisas

E se o telemóvel não fosse um telemóvel? A Internet das Coisas é um conceito revolucionário, em todos os dispositivos tecnológicos do dia à dia  estão conectados entre si e possuem uma ligação à Internet. Numa situação como estas, o telemóvel seria uma espécie de controlo remoto para os equipamentos ou então tornar-se-ia desnecessário porque todos os equipamentos em redor teriam as mesmas funções que hoje estamos habituados a usar no telemóvel.

Telemóvel na palma da mão

Samuel-Lee-Kwon-iiphone

A frase é usada muitas vezes, mas e se o telemóvel físico desaparecesse realmente para dar lugar a um telemóvel projetado na palma da sua mão? O conceito já foi explorado pelo designer sul-coreano, Samuel Lee Kwon, que nos diz que é desta forma que deverá ser a próxima geração de iPhones. Bastaria  uma espécie de relógio com um pequeno projetor, para que pudesse controlar tudo a sua mão.

Telemóveis implantados no corpo

ex-machina-telpark

Num passo ainda mais à frente, há quem sugira que os telemóveis passarão a estar implantados dentro do corpo humano, um cenário de ficção científica que, segundo Marty Cooper, o criador do primeiro telemóvel, já esteve mais longe de acontecer.

E você, como imagina que serão os telemóveis do futuro? Deixe-nos a sua opinião nos comentários.

Atualmente , Telpark está disponível em  70 cidades de Portugal e Espanha. Deixe-nos uma mensagem ou visite a secção de perguntas frequentes no website do seu parquímetro pessoal.

Se ainda não descarregou a aplicação, não espere mais: para isso apenas tem de clicar.

Mais informações e vantagens em www.telpark.com/pt/